Mudanças

Mudei. De endereço, de vida, de amor, de trabalho.  Agora tudo vai ser diferente.  Gostaria de dizer que vai ser fácil, já começou difícil, sozinha, carregando o peso dos móveis, da responsabilidade de organizar tudo e da traição.  Estou tão chateada que até o blog tá me olhando torto.

Quando penso que ele começou pra eu desabafar a tristeza de um fim de relacionamento complicado, que tinha muita força de outro lado e que agora estou desabafando outro relacionamento muito mais complicado, totalmente sem força, estraçalhada por dentro. Apanhar é fácil, deixa marcas, mas você esquece, lidar com mentiras, com traições, com altos e baixos de gente sem caráter é que é complicado. Não estou bem, estou segurando as pontas porque não tenho nem tempo nem dinheiro pra desabar agora, mas minha vontade é de deitar no chão e chorar até o mundo acabar.

Os leitores mais antigos devem se lembrar que eu tinha um namorado e como ele era legal no começo. Quem não lembra pode reler o blog desde o inicio, eu escrevia pra não ficar chorando pela casa. Ele era meu amigo, era companheiro, me ajudava com tudo, até que precisei resolver minha vida e voltar para São Paulo. Não sei se ele não entendeu a minha necessidade, se achou que eu o abandonei. Não sei se era só uma desculpa, só sei que assim que ele chegou em São Paulo pra ficar comigo, 3 meses depois que eu cheguei, tudo ficou diferente, ele não era mais o mesmo, parecia estar sempre bravo, estressado, não conversava mais comigo. Tentei de tudo, cozinhava pra ele, chamava pra sair, fazia brincadeiras, emprestei meu computador, minha internet, levei pra trabalhar comigo e nada. Pouco tempo que estávamos morando juntos e já fui surpreendida por conversas nada inocentes entre ele e uma amiga. E olha que dei várias oportunidades dele me contar a verdade, ele preferiu mentir, como se eu já não soubesse. A confiança acabou, a vontade de tentar fazer dar certo também. Deixei claro que ele poderia ficar até resolver a vida. Ele chorou, ajoelhou, prometeu mudar. Eu muito desconfiada só disse que se ele acreditasse que tentasse e corresse atrás.

Não sei qual estratégia ele usou, mas só piorou, brigávamos no trabalho, em casa, no trajeto, nas baladas, no restaurante.  Eu só me perguntava onde tinha ido parar aquele cara que eu tinha conhecido há um tempo. Para piorar ele continuava conversando com outras mulheres pelo msn, pelo gtalk, por sms, por qualquer lugar que ele tivesse um pouco de privacidade lá estava ele xavecando alguém, se lamentando como era um homem abandonado por mim. As mulheres nem tem culpa, nunca nos assumimos. Sempre tivemos vergonha um do outro. Ele da forma como eu falo as coisas e eu das traições dele.  Chegou num tempo em que eu não me importava mais, ele estava morando comigo apenas por gratidão a família dele que tanto me ajudou. Nesse tempo de transição de emprego, de endereço, apareceu na minha vida um grande amigo.  alguém que eu nem dava muita importância, mas que todas as manhãs perguntava como eu estava e conversávamos a tarde toda. Sempre soube que ele só estava passando o tempo enquanto não achava coisa melhor pra fazer e eu estava sendo feliz um pouquinho. Nunca me preocupei de esconder as conversas porque nunca conversamos nada que não pudesse ser lido pelos meus pais ou pelos meus filhos. As conversas não chegavam nem aos pés das conversas dele e o máximo que fiz foi desabafar sobre meu triste relacionamento, que n]ao entendia o porque de tanta mudança. Todos tentaram me alertar, me aconselharam a manda lo embora, meu pai me botou pra fora de casa só por eu não abrir mão de ajuda lo. Perdi trabalho, arrumei brigas, e ele continuava piorando. Passou meses deitado no quarto com meu notebook e duvido que Deus saiba o que ele fez.

Assim se passaram 4 anos, ele como uma sombra do meu lado, nem ficava comigo e nem deixava ninguém ficar, nem fazia planos, nem trabalhava, nem estudava, trocava tudo por mais alguns meses de sossego. Eu sempre resolvia tudo, cuidava da comida, das compras, das contas, das roupas dele, nem roupas para ele mesmo ele comprava. Eu muito boba ia deixando, pra não ter dor de cabeça acreditava que um dia ele iria acordar e dizer: Vou embora. Também fiz tudo para isso, mudei meu comportamento, passei a não procurar pra nada, larguei num canto, eu que não iria parar minha vida por um encosto. Era isso que ele representava, um encosto. Sugava minhas energias, me anulava. E nem me  queria por perto.

Muitas vezes sentia que ele queria competir comigo, ser ou parecer mais legal que eu, como se isso fosse tão difícil. Nos últimos tempos eu só pensava numa forma de me livrar dele, tentei conversar, mostrar pra ele que não eramos mais um casal, que eu já até gostava de outro e que mesmo não sendo correspondida queria ficar sozinha com meus pensamentos, E ele vinha sempre com a mesma conversa, chorava, implorava, dizia que ia me fazer feliz e eu cansada dessa conversa deixava ele falando sozinho. Acho que ele entendia isso como um sim e como “pode continuar tudo igual eu sempre estarei aqui.”

Agora com a mudança de endereço combinamos de resolver essa situação, disse que ele teria até o final do ano para resolver as coisas do trabalho e cuidar da vida dele, bem longe de mim.

Novamente ele me surpreendeu, deixou o face aberto no meu notebook pra eu ler conversas dele com outras mulheres, com a intenção de zerar tudo e recomeçarmos do zero. Oi?

Na mesma hora percebi que eu estava era sendo muito trocha em tentar ajudar, melhor botar na rua logo. Claro que estou me sentindo uma otária, deveria ter feito o que fiz na primeira vez, tanta gente tentou me avisar, mas eu pra preservar os outros me desgastei, cheguei no fundo do poço, agora eu que me vire com esse enjoo que estou sentindo, eu que me vire pra resgatar a minha auto estima, ter confiado que ele jamais iria mexer com mulher do amigo, tudo bem que a mulher não vale muita coisa, mas só esse tipo de mulher pra cair na conversa dele e que bom que é desse tipo de mulher que ele gosta e que eu não me encaixo nesse comportamento. A gratidão que eu tinha se transformou em ódio, lembrar dos bons momentos só me fazem querer vingança porque sei que foi tudo uma mentira. Só de pensar que nem tentei me aproximar do homem que eu gostava para não criar mais problemas me deixa em cólera. Sei que sou grande culpada por não tomar uma decisão antes. Entender que ele não sabe o que é respeito, não tem caráter e nem valores de família. Infelizmente, porque a família dele é incrível.  Me desculpem por dividir isso com todos, mas não vou mudar mais nada, nem passar vontades por ninguém. Tudo está mudando por aqui e ele não faz parte da minha nova vida. Não vou dividir o que levei anos pra conquistar, tendo que lutar contra o mundo e arrasta lo, agora ele tem o dia inteiro pra fazer o que quiser da vida. Só não pode reclamar de mim, porque eu nem quero lembrar que ele existe. Sem essa ancora no meu pé vou conseguir emagrecer, ser feliz e executar meus projetos sem ninguém me atrasando.

É só o tempo desse mal estar todo passar, lavar a alma e esperar alguém que goste de mim de verdade e não precise de mim pra provar que não é um bosta. Na minha sombra mais ninguém.

 

8 comentários Adicione o seu
  1. Isso aí Sandra!!! Larga o passado e as coisas ruins pra trás, enterra bem, crema sei lá faz uma cerimônia fúnebre … mas depois chega de tristeza, bora ser feliz, vc merece muito mais que um traia encostado e com vida mansa de mulherengo, CHEGA A VIDA É SUA E VC VAI MUDÁ-LA PARA SER FELIZ!!! ♥

  2. Recomeçar gata garota…esse tem de ser seu novo foco. Reformar, transformar, viver!!! Você pode tudo o que você quiser e não está sozinha, pode acreditar nisso!!! Beijos!!!

  3. Li outro dia que algumas portas devem ser fechadas pq já não levam a lugar nenhum. Eu entendo. FEchar portas é dificil. Recomeçar, entender que fracassou (mesmo que não seja seu fracasso) estabilizar os sentimentos é sempre dificil. MAs chega uma altura da vida que não dá pra engulir mais. A vida é curta demais preciosa demais pra não ser feliz. E é isso. PONTO.
    Tem uma coisa que é muito intrínsica em mim: Sofremos até encontrar algo mais excitante pra fazer. Sofremos o quanto queremos. Sofrer é decisão. Decida ser feliz querida. É só o que vc merece.
    🙂

    Força!

  4. Vixe, você tá falando do Neto mesmo? Credo, que diferença! Eu achei que vocês tivessem terminado há tempos, porque você nunca mais falou dele/nele.

    Gente sem caráter é sempre encosto. Chuta que é macumba e que a liberdade comece!
    Beijo e boa sorte.

  5. Nada é tão difícil que não dê pra superar. É como eu te disse um dia: vc já passou por poucas e boas e continua de pé, batalahamdo. Não vai ser mais essa fase que vai te puxar. Respire, dê algum tempo pra vc mesma. Não muito, só o suficiente. Aos poucos a vida vão se ajeitando. Talvez não de forma perfeita mas da melhor forma que for necessária. É como dizem por aí: Deus não te dá cruz maior ou mais pesada do que vc consegue carregar. Te amo 🙂

  6. Vocé é linda, forte e gente do bem…. E tenho fé que vai atrair coisas boas pra sua vida. Recomeçar é sempre bom, doloroso o começo, mas recompensador… Não desista nunca… É só o começo de uma nova vida…. E acredite!!! Vai valer a pena!!!! Bjão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *